bookCentro de Informações

Dicionário genealógico

Ancestral

Relativos aos nossos antepassados, avós bisavós, trisavós -os da nossa família que nos antecederam.

Antecedentes

Além de significar os actos de uma pessoa, no passado, a palavra também representa ascendência de uma pessoa, um grupo, um povo etc.; como sinónimo de ancestrais.

Antonomásia

Figura de linguagem pela qual se substitui o nome de [objecto, entidade] pessoa por outra denominação, que pode ser um nome comum (ou uma perífrase), um gentílico, um adjectivo etc., que seja sugestivo, explicativo, laudatório, eufémico, irónico ou pejorativo e que caracterize uma qualidade universal ou conhecida do possuidor .
Ex: Aleijadinho por ‘António Francisco Lisboa’;
A Rainha Santa por ‘Isabel, rainha de Portugal, esposa de D. Dinis’;
O Salvador por ‘Jesus Cristo’; etc.

Apelido

Em Portugal, o apelido significa o nome de família, no Brasil apelido significa “alcunha”, para apelido eles dizem “sobrenome”.

Árvore genealógica

A árvore genealógica é um entrelaçamento de ligações, que mostra a descendência ou a história da existência (no sentido de „Origem“) de seres vivos ou certos fenómenos. Na genealogia (Investigação de antepassados) o alinhamento de árvores genealógicas com os descendentes , ou seja, os antepassados de uma pessoa ou família é um meio convencional para a ilustração das relações dos parentes.

Ascendência

Os nossos antepassados; a linha dos que vieram antes. Também pode referir-se à herança ou influência cultural que herdamos dos nossos antepassados.

Ascendente

Os nossos antepassados ou ancestrais.

Avô

O pai do pai (avô paterno) ou o pai da mãe (avô materno) de um indivíduo. A palavra apud segundo José Pedro Machado no Dicionário etimológico da língua portuguesa, foi empregada pela primeira vez em português no ano de 1024.

Avoengo

Avô; antepassado; palavra empregada a primeira vez em na língua portuguesa no século XIII.

Bisavô

Pai do avô ou da avó de um indivíduo, palavra empregada a primeira vez na língua portuguesa em 1128.

CHF

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Último Dias (também conhecida pela sigla em inglês LDS — Latter-day Saints ou por Igreja Mórmon), por conta de alguns de seus preceitos, possui dados sobre gente e família de todo o mundo. Numa caverna climatizada em Salt Lake , cidade do estado americano de Utah, estão microfilmes de diversos livros e documentos (livros de baptismos, de casamentos, censos, documentação de cartórios, etc) do mundo todo.
A sigla LDS é traduzida ao português para SUD — Santos dos Últimos Dias. Portanto, LDS e SUD são a mesma coisa.

Colateral

Os que são nossos parentes por linha transversal ou diagonal: tios, primos, sobrinhos.

Crónica do local

Trata-se de uma parte da história da terra da pátria. Crónicas de locais resultam originalmente de crónicas das igrejas e das escolas, que foram dirigidas originalmente de padres ou professores das aldeias. As crónicas de locais hoje em dia são criadas muitas vezes por Históricos e pessoas privadas, que no seu tempo livre ocupam-se com a história da terra pátria.

Coeficiente do cruzamento consanguíneo

É a expressão para a probabilidade , que os factores hereditários (os genes) respectivamente em duplo duma pessoa através de descendência idêntica, isso significa que descendem do mesmo antepassado e ao mesmo tempo medida na igualdade dos antepassados numa lista de antepassados. Para o cálculo do coeficiente do cruzamento consanguíneo o grau dos parentes próximos dos antepassados na linha dos antepassados tem de ser conhecido. Testemunhos são sempre só possíveis numa profundidade temporal, porque através de antepassados que faltam os resultados podem ser errados.

Descendência

Os que virão depois de nós, nossos filhos, netos, bisnetos, trisnetos e daí para frente.

Descendente

Cada um dos que, em linha reta, virão depois de nós e que dependerão da nossa existência para existirem. Filhos, netos, bisnetos, trisnetos e daí para frente.

Filiação

A relação de parentesco de um(a) filho(a) em relação a seus pais.

Genealogia

Significa a doutrina da sua família ou dos seus descendentes. No grego e no latim a genealogia significa como palavra composta originalmente „Registo do sexo“ ou „Quadro genealógico”. Hoje em dia compreende-se através de genealogia o conflito científico sobre temas de famílias, que são usadas muitas vezes como sinónimos das palavras investigação dos antepassados e a investigação da família. Investigação de antepassados e investigação da família aparecem para a actividade de entretenimento com a história da própria família.

Genética

Genética, do grego genno (fazer nascer), é a ciência dos genes, da hereditariedade e da variação dos organismos. Ramo da biologia que estuda a forma como se transmitem as características biológicas de geração para geração. O termo genética foi primeiramente aplicado para descrever o estudo da variação e hereditariedade, pelo cientista Wiliam Batesson numa carta dirigida a Adam Sedgewick, datada de 18 de Abril de 1908. Os humanos, já no tempo da pré-história utilizavam conhecimentos de genética através da domesticação e do cruzamento selectivo de animais e plantas. Actualmente, a genética proporciona ferramentas importantes para a investigação das funções dos genes, isto é, a análise das interacções genéticas. No interior dos organismos, a informação genética está normalmente contida nos Cromossomos, onde é representada na estrutura química da molécula de DNA. Os genes codificam a informação necessária para a síntese de proteínas. Por sua vez as proteínas influenciam, em grande parte, o fenótipo final de um organismo. Note-se que o conceito de “um gene, uma proteína” é simplista: por exemplo, um único gene poderá produzir múltiplos produtos, dependendo de como a transcrição é regulada.

Hereditariedade

Como hereditariedade é chamada a herança genética de certas características vista numa árvore genealógica, sobre tudo para perceber de onde vêm as doenças hereditárias como a cegueira verde-vermelha ou a hemofilia.

História da terra pátria

O campo da investigação da história, que se ocupa com a história de um local. No estudo da história da terra pátria participam mais pessoas interessadas privadas do que históricos.

Linha principal

Palavra usada na genealogia, com qual a fila dos antepassados masculinos ( Pai, Avô, Bisavô etc.) duma pessoa é denominada. A linha principal também é denominada como linha do pai. A investigação da linha principal foi muito tempo dominante na investigação de antepassados.

Linha da mãe

É a contra parte da linha principal, onde os antepassados femininos duma pessoa são prosseguídos, e não os masculinos.

Lista de antepassados

Em relacionamentos muito ramificados, um quadro de antepassados fica rapidamente confuso, foi por isso que desde ca. de 1920 a representação impôs-se como lista de antepassados. Em meusparentes.com.pt você pode com um clique mudar entre a vista-lista e a vista-árvore.

Nome

Classicamente, o nome da família. Actualmente a palavra designa ambos: o nome próprio (nome de baptismo), com mais frequência, mas também o nome da família.

Onomatologia

A Onomatologia (também Onomástica) trata-se de uma disciplina de parte da Ciência das Línguas, que se ocupa com a origem e as funções especificas dos Nomes (nome próprio, apelido, nome de locais, nome de rios). Junto com a Onomatologia, a Etimologia ( que examina em geral a origem das palavras) e a genealogia (investigação de antepassados) são campos de acção parecidos com esta investigação. Como os nomes fazem uma grande parte em muitos campos da vida, a onomatologia trabalha junto com diferentes partes da Sociologia e da Ciência da natureza.

Patronímico

Os patronímicos são os apelidos que adoptam um sufixo somado a um prenome, que indica sua filiação, por exemplo: Fernandes - significa Filho de Fernando; Henriques - significa “Filho de Henrique” Johnsson - “Filho de João”; Andreiev - “Filho de André”; etc.

Quadro dos antepassados

Num quadro de antepassados os antepassados duma família estão representados numa ordem fixa. Um quadro de antepassados é muito prático, se o enlace de todos os antepassados é claro e é mostrado facilmente.
Especialmente ilustrativo é o quadro de antepassados de retratos, que abarca perfis, fotografias de passaporte, ou fotos completas dos antepassados das últimas gerações. A pessoa devia estar ansiosa por meter fotos umas ao lado das outras de anos de idade comparáveis. Para a representação completa de uma árvore genealógica o quadro de antepassados tem muitas desvantagens, porque em casos de relacionamentos muito ramificados fica rapidamente confuso.

Redução de antepassados

Também é chamado como perda de antepassados ou implexo de antepassados e descreve o fenómeno, que os números dos antepassados através de um matrimónio entre a família são menos do que o esperado número.

Trisavô

Pai do bisavô ou da bisavó, palavra empregada a primeira vez na língua portuguesa no séc. XIV.

Tetravô

Pai do trisavô ou da trisavó; palavra empregada a primeira vez na língua portuguesa em 1899. Nota: Acima do tetravô, usa-se o 5º avô, o 6º avô… o 12º avô… o 18º avô etc.


Insira esta página num serviço de Social Bookmarking.
Digg! Technorati! Reddit! Del.icio.us! Slashdot! StumbleUpon! Cannotea!




 

Participa!

Crie a árvore genealógica da sua família e fique ligado a ela.

arvore meusparentes.com.pt
  • Completamente grátis e fácil.
  • Convide os seus parentes para participarem.
  • Só você e os seus parentes podem ver a àrvore genealógica.
start